quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Fase 4

Que loucura é essa que o corpo provoca na gente? Que instinto louco é esse de sentir o toque? Ultimamente tenho trocado beijos por conversas, mas ainda não tenho certeza de que essa é uma boa troca. Porque juntar a falta de beijos com o excesso de conversas é o mesmo que elevar a loucura ao quadrado, porque o corpo grita. O corpo grita em silêncio e mesmo assim não dá para fazê-lo calar. Tento me fazer auto-suficiente, sempre tive medo de precisar. E quanto mais independente me torno, mais eu percebo que a estabilidade exige mais um. Sem mais um eu posso cair a qualquer momento. Ou pior; posso me elevar a ponto de flutuar numa esfera inalcançável. Ás vezes tenho vontade de ser freira. As vezes tenho vontade de me oferecer na rua. É inútil a busca de um equilíbrio que eu não posso alcançar sozinha...? E de que forma então devo esperar?

Devo esperar???

3 comentários:

ederDBZ disse...

não sou o maior fã de blogs sobre contos, porem sua escrita é muito boa e as postagens interessantes.

Du Santana disse...

Espere, pela esfera do saber esperar.Não espere parada, quem espera demais nunca tem nada.

Eu espero.

^^
See you!

DuDu Magalhães disse...

Não!


Deve 'ir' esperando...